Tudo sobre pets

Pequinês

Com cara de invocado e tamanho pequeno, o cão da raça pequinês, mantém uma postura elegante por onde passa.

Área de origem: China

Família: companhia

Função original:
cão de colo

Outros nomes: cão-leão, Pequim palasthund

  • Energia
    2
  • Gosto por Brincadeiras
    2
  • Amizade com Outro Cães
    4
  • Amizade com Estranhos
    2
  • Amizade com Outro Animais
    5
  • Necessidade de Exercício
    2
  • Apego ao Dono
    2
  • Facilidade de Treinamento
    2
  • Guarda
    6
  • Cuidados com a Higiene do Cão
    6

Origem

A origem do Pequinês se deu na Ásia, mais precisamente na China, possuem uma história antiga e acredita-se que existam a mais de 4 mil anos, assim sendo considerado um cachorro milenar. Sua historia começa com os monges Budistas, que o criavam como um animal sagrado, recebia inclusive o apelido de “leão de Buda”, e sua moradia era apenas na cidade proibida, casa da família imperial chinesa. Os budistas assim o tratavam porque de acordo com uma lenda chinesa, ele é o resultado de uma história de amor impossível entre um leão e uma macaca. E com ajuda do Deus Hai Ho, o leão se sacrificou e diminuiu seu tamanho, dando origem ao Pequinês. Assim, dizem que ele é bravo como o pai e inteligente como a mãe. Outra curiosidade a respeito da raça é que quando as tropas franco-inglesas atacaram e saquearam o Palácio Imperial de Pequim, encontraram centenas de exemplares da raça mortos. Acredita-se que a família imperial preferia ver seus cães mortos a serem levados para o ocidente. Apenas cinco pequineses sobreviveram sendo levados então para a Europa. Em 1902, foi criado o Clube do Pequinês, nessa época ele já havia sido reconhecido como raça.

Caracteristicas

Quanto às características físicas do Pequinês, a primeira a ser ressaltada são seus olhos, grandes, redondos e escuros, que dão a impressão de saltarem para fora. Sua expressão passa a ideia de cão zangado, pois possui um cenho bem característico. Seu focinho é bastante achatado e costuma ter uma coloração mais escura que o resto do corpo. Outra das características do Pequinês é seu tamanho, que chega no máximo a 22cm, depois do Chiuauaua, é o menor cão do mundo. Seus pelos são sempre lisos, longos e volumosos. As cores da pelagem são apenas preto, castanho avermelhado, marrom ou mesclado.

Temperamento

O temperamento do Pequinês é teimoso, independente, ciumento, e ao mesmo tempo dócil. Mostram-se agressivos apenas com estranhos e são muito destemidos, por isso conhecidos como bons de briga. Vigilantes, estão sempre atentos e latem a qualquer sinal de perigo. Por ser teimoso, ensinar a eles truques de obediência requer paciência.

Doenças

As principais doenças do Pequinês, a que ele está mais propenso geneticamente, são luxação da patela, problemas oculares como a úlcera nos olhos e problemas respiratórios. Eles possuem uma certa dificuldade de regulação térmica do seu corpo, por isso é um cachorro que precisa ser criado dentro de casa, e nunca no quintal. Algumas alergias também são vistas com frequência nesta raça. Os sinais clínicos destas e outras doenças comuns nos cachorros podem ser percebidos primeiramente pelos donos. Uma alteração de comportamento pode significar que há algo errado. Eles devem ser levados para o médico veterinário para realização de diagnóstico preciso. Os tratamentos preventivos consistem em conhecer seu histórico familiar para saber se há possibilidade de doenças hereditárias, visitas regulares ao veterinário, e vacinação.

Preço

Os preços dos filhotes de Pequinês variam de acordo com seu pedigree, sexo (fêmeas costumam ser mais caras por serem reprodutoras), linhagem, entre outros. O filhote pode ser encontrado por um valor de R$ 500 a R$ 1,5 mil.

Cuidados Especiais

Os cuidados especiais do Pequinês envolvem principalmente seus olhos, que são saltados, característica bastante peculiar. Por serem maiores e mais saltados que de outros animais, quaisquer arranhão ou batida podem fazer estragos. Frequentemente, necessitam de limpeza nos olhos, esta pode ser feita com algodão embebido de água boricada para remover ramelas e sujeiras que se depositem eventualmente ali. A ruga que eles possuem em cima do focinho também deve ser limpa, para evitar acúmulo de sujeira. Esta higiene básica deixa o pequinês longe de infecções e outras doenças. Seu focinho é bem achatado, o que pode causar problemas de respiração, por isso é importante evitar brigas com outros cachorros que possam atingir esta região. Sua pelagem deve ser escovada diariamente ou no máximo a cada três dias, evitando nós, sujeiras, e até uma tosa frequente.

Fotos

pequinês branco
pequinês branco cão pequinês pequinês marrom cachorro pequinês pequinês deitado pequinês cinza pequinês amarelo pequinês adulto pequinês cachorro pequinês pequinês bege

Vídeo

Artigos sobre a raça Pequinês



Saldão