Tudo sobre pets

Úlcera nos Olhos de Cachorros

Conheça essa doença que ataca nosso querido companheiro.

Artigo publicado por Maria Paula

Infelizmente, é comum encontrar cachorros que sofrem de úlcera de córnea, uma úlcera nos olhos do cachorro, principalmente os de raça com focinho achatado. Úlceras são espécies de feridas que, nesse caso, ocorrem nas córneas desses cachorros e que podem ser causadas por diversos fatores, entre eles traumas locais, pálpebras viradas para dentro, cílios e pelos tocando a córnea ou uma doença que causa a diminuição das lágrimas nos cachorros, a ceratoconjuntivite seca.

Um dos sinais de que seu cachorro pode estar com uma úlcera na córnea é o olho vermelho, que sinaliza uma inflamação da conjuntiva, uma parte do olho. Às vezes essa inflamação forma um edema, o cachorro começa a lacrimar e a dar sinais de que está sentindo dor. Os veterinários conseguem diagnosticar a úlcera com mais precisão com um colírio especial para esse processo: Ele se adere ao redor da lesão na córnea e essa região fica colorida.

injeção no olho canino

Tratamento

Quando a úlcera de córnea ainda está simples e superficial, ela é mais facilmente regenerada. Como a córnea tem suas terminações nervosas todas na superfície, é quando a ferida ainda é superficial que ela dói mais. Por isso, aos primeiros sinais de dor e desconforto do seu cachorro, vá com urgência a um veterinário para que ele possa diagnosticar, localizar a úlcera e começar o tratamento.

A úlcera de córnea depois que se aprofunda pode não se regenerar ou regenerar com dificuldade. Apesar dela parar de doer quando chega a níveis mais profundos, ela pode perfurar o óleo do cachorro e leva-lo a cegueira. Por isso a urgência de se começar o tratamento o mais rápido possível, quando o cachorro ainda está sentindo dor e tentar regenerar a córnea.

cachorro aplicando colírio

O tratamento é feito em duas partes: Primeiro se aplica antibiótico local quatro vezes por dia porque a úlcera está sujeita a infecções que podem piorar a situação ou retardar o tratamento. Depois, aplica-se um colírio com o objetivo de reduzir a contração e espasmos da pupila, diminuindo assim também a dor. Como esse colírio causa a dilatação da pupila do cachorro, ele ficará mais sensível a luz e deve-se evitar sua exposição ao sol.

O veterinário deve, depois desse tratamento, verificar se a córnea está se regenerando reavaliando-a com o colírio corante toda semana. Caso o tratamento não esteja dando resultado, a úlcera é de tipo mais complexa e pode precisar de uma intervenção cirúrgica.

Existem várias técnicas cirúrgicas para tratar a úlcera de córnea, específicas para tipos mais complexos. A técnica mais popular entre os especialistas vem sendo a Keratectomy, que são para úlceras de complexidade menor (embora não simples o suficiente para responder ao tratamento já citado). Por isso, é importante que o veterinário esteja sempre acompanhando o cachorro para entender o seu tipo de úlcera.

Sinais que Você Deve Levar Seu Cão ao Veterinário

Caso seu cão esteja lacrimejando, com dor no olho, coçando o olho contra móveis ou o chão e apresentar o olho vermelho, corra a um veterinário para que ele avalie a córnea do seu cão, há grandes possibilidades de que ele tenha uma úlcera.

Artigo publicado por Maria Paula nas categorias: Cães





Envie seu comentário:


Comentários (1)

  1. Roberto Miranda
    29/12/2013 at 16:03

    Minha cadelinha, apareceu com o olho lacrimejando,algumas horas depois de ter tomado banho c/ shampoo Sanol. E no dia seguinte seu olho estava coberto pela uma membrana azulada, fui a um pet, e me passaram um colírio UCB para pingar 2 x ao dia e um anti tóxico, por 3 dias. Agora eu olhando a mais fundo o seu olhinho, detectei um pequenininho arranhão. Pode ser uma ulcera e se for posso permanecer com o tratamento.