Tudo sobre pets

Traqueobronquite Infecciosa Canina

Saiba tudo sobre a Traqueobronquite Infecciosa Canina.

Artigo publicado por Maria Paula

A traqueobronquite infecciosa é mais conhecida como as Tosse dos Canis, e em entre alguns profissionais como Bordetelose; os leigos a chamam de Gripe Canina.  Na verdade, a traqueobronquite infecciosa canina é uma coleção de doenças infecciosas, de alto nível de contágio e que atacam o sistema respiratório do cão, causando a traqueobronquite e séries de tosses curtas e repetidas que duram semanas.

Essa doença pode ser causada por mais de um agente. Os microrganismos que podem causar a doença são a bactéria Bordetella bronchiseptica, o herpesvírus canino, vírus da parainfluenza canina ou VPIC, adenovírus caninos (AVC) dos tipos 1 e 2, microplasmas e ureaplasmas e reovirus caninos dos tipos 1,2 e 3.

Ciclo da Doença

A Tosse dos Canis é bastante contagiosa, sua transmissão acontece pelo ar, então quando o cão tosse e espirra ele solta vírus e bactérias que irão contaminar outros cães; por isso ela se chama tosse dos canis, porque é comum haver uma contaminação geral em lugares onde os cães ficam alojados juntos como canis, hotéis, abrigos, lojas de animais, hospitais veterinários, dentre outros. A transmissão também pode ser feita de forma indireta, por exemplo, uma gaiola onde um cão infectado está pode conter os patogênicos que irão infectar o próximo cão. Animais com o sistema imunológico mais fraco e filhotes desmamados têm mais propensão para contrair a doença.

traqueobronquite

O vírus ou bactéria pode ficar incubado no seu cão de três a dez dias, e a época em que a doença é mais comum é o inverno.

O microrganismo causador da doença se adere primeiro aos cílios do trato respiratório, principalmente nas vias superiores, ou seja, narinas, seios paranasais, garganta ou faringe. Isso irá causar uma lesão epitelial nesses locais, ou seja, uma inflamação aguda que irá causar disfunção nessas vias. As inflamações mais graves podem produzir corrimentos com pus causando rinite e obstrução dos brônquios. Essa obstrução pode matar cães mais novos; e infecções secundárias por outros tipos de bactérias, podem também causar a morte dos cães infectados de qualquer idade.

Sintomas

O sintoma mais comum quando a doença é branda é a tosse curta, seca e repetida muitas vezes acompanhada de engasgos ou movimentos de vômito na garganta. Qualquer exercício ou excitação no trato respiratório leva à piora da tosse. A doença costuma durar por sete a doze dias até se curar.

Mas, em uma forma mais grave, a doença gera infecções mistas, principalmente em cães não vacinados. O cão pode desenvolver uma broncopneumonia. O cão pode ter uma tosse mais viscosa, perder o apetite, ficar deprimido (inativo, sempre deitado em um canto, nada o excita), ter febre e desenvolver rinite e conjuntivite com pus e corrimento.

cão com traqueobronquite

Tratamento

Na sua forma branda, a doença completa seu ciclo de sete a doze dias e some. Caso o cão comece a mostrar sinais de uma versão mais grave da doença, ele deve receber antibióticos administrados diretamente no trato respiratório por nebulização ou injeção local. Os antibióticos devem ser administrados duas vezes por dia (de doze em doze horas) por cinco a sete dias.

Publicado por Maria Paula nas categorias: Cães




Envie seu comentário:


Comentários (2)

  1. Roberto Braga
    29/03/2014 at 17:24

    tenho um labrador de 1 ano e meio , lindo , ele tosse parecendo que está engasgado principalmente quando fica agitado , começou a 4 dias essa tosse . não tem espuma branca , estou para leva-lo ao veterinario , gostaria de saber qual é o melhor tratamento . minha prima falou que o veterinario disse algo sobre ser contagioso para seres humanos , tenho sobrinhos e fiquei preocupada agora ! por favor me ajude ! obrigado

  2. MARGARETH
    14/08/2013 at 20:36

    Minha cadela esta a vários meses com tosse. Já levei ao veterinário.Já tomou vários medicamentos.