Tudo sobre pets

Tosse Canina

Conheça os sintomas da Tosse Canina.

Artigo publicado por Maria Paula

Na época do inverno, do tempo frio e seco, muitos cães são acometidos por uma tosse seca que é muito chamada de gripe canina ou tosse dos canis. Essa doença é muito contagiosa e se alastra rapidamente em locais com grande aglomeração de cães, por isso, é importante deixar a socialização do cão mais restrita nessa época.
A doença tem como seu nome oficial traqueobronquite infecciosa canina, e é uma infecção das vias respiratórias que pode ser feita pelo CPiV, o vírus da parainfluenza canina, o adenovírus canino tipo 2, o herpesvirus canino e a Bordetella bronchiseptica, uma bactéria.

A Bordetella é o microrganismo mais comum nos casos da tosse dos canis e, muitas vezes, ela está em associação com um ou mais de outros vírus que causam a doença.
tosse canina

Sintomas

A tosse canina é uma inflamação das vias aéreas do cão, principalmente as superiores, inflamando narinas e traqueias. Ela pode também acometer os brônquios, gerando assim uma condição mais grave.

Os cães mais suscetíveis são os com o sistema imunológico mais fragilizado como filhotes desmamados, principalmente os que foram desmamados cedo demais, animais mais velhos, os deprimidos e os que foram acometidos de alguma doença, ou acabaram de sair de uma, e ainda estão vulneráveis.
O sintoma mais evidente da tosse dos canis é, obviamente, a tosse seca. É preciso cuidado para não confundi-la com a tosse cardíaca que ocorre em casos de hipertensão e outros problemas com o coração dos cães.

A tosse canina da gripe canina aparece a qualquer momento do dia, sem nenhum motivo aparente; a tosse cardíaca aparece depois que o cão se excita muito, corre ou faz qualquer outro tipo de exercício físico. A tosse dos canis também vem acompanhada de engasgos e movimentos de vômito, após o cão ter tido uma crise.

A doença pode ficar mais grave porque pode se desenvolver para uma broncopneumonia, caso a bactéria cause a inflamação dos brônquios, ou seja, a doença saia das vias aéreas superiores e atacam as inferiores. A broncopneumonia bacteriana apresenta uma tosse mais produtiva, ou seja, com fluidos e secreções; além disso, o cão pode apresentar anorexia, febre, descarga nasocular e depressão.

tosse

Tratamento

Os casos de tosse canina leves, ou seja, em que o cão apenas apresente a tosse seca com engasgos, a doença tem um ciclo de sete a catorze dias e vem e vai embora sozinha. Não há necessidade de terapia específica.

Quando a bactéria move para o trato aéreo inferior, há o perigo da broncopneumonia e o cão precisa passar por um tratamento à base de antibióticos que são ministrados diretamente no trato respiratório através da nebulização ou da injeção.

Leve seu cão a um veterinário imediatamente, caso ele apresente os sintomas da broncopneumonia, pois ela pode levar o animal a óbito. Também leve o animal ao veterinário caso a tosse seca dure mais que o período de sete a catorze dias.

Hoje há vacinas no mercado contra a bactéria e alguns dos vírus que causam a tosse dos canis. Caso seu cão precise ficar em hotéis para cachorros ou entre em contato com muitos outros animais de alguma forma, a vacina é uma ótima opção para não ter nenhuma surpresa.

Artigo publicado por Maria Paula nas categorias: Cães





Envie seu comentário: