Tudo sobre pets

Quantidade de Água que o Cachorro Deve Ingerir por Dia

O quanto o animal deve ser hidratado diariamente.

Artigo publicado por Maria Paula

A água é vital e essencial para a s nossas vidas, e para os nossos animais não é diferente, ajuda muito na digestão e na absorção dos nutrientes, elimina as sujidades do organismo e controla a temperatura corporal. A importância da ingestão de água é semelhante a que o oxigênio tem no corpo do cão, e por isso se houver 15% de perda de água em seu organismo já é o suficiente para o levar a morte.

O cão pode sobreviver dias sem comida, porém se ficar sem 10 % de água, suas funções já começam a cessar, o que ocasiona doenças severas que podem ser fatais.

Bulldog andando no sol

Filhotes

Eles gastam mais energia do que muitos cães adultos, e por isso a necessidade de fornecimento de uma quantidade certa de água diária é muito importante para os filhotinhos, e isso pode variar de cão para cão. No início sua fonte de hidratação é o leite materno, porém logo depois que começam a ingerir alimentos sólidos, eles começam a precisar de água limpinha e fresca sempre disponível e acessível.

Ela deve ser introduzida na vida do filhote a partir da terceira ou quarta semana de vida, ou seja, logo depois que o filhote parar de mamar, que é quando o leite materno é substituído pela ração.

Adultos

No cão adulto não acontece diferente, a água sempre disponível é essencial para a sua saúde, sendo que o mínimo que ele deve ingerir e de pelo menos 15 a 30 ml de água para cada 0,5 kg de peso corporal por dia, para se manter hidratado, sedo que isso varia de acordo com cada clima, que por exemplo em dias quentes, essa necessidade pode ser maior, e por isso a água deve estar sempre à disposição do seu animal.

Idosos

A ingestão ideal de água para um cão idoso é a mesma que um cão adulto, porém a ingestão excessiva de água para um cão idoso pode ser um fator preocupante, pois pode ser resultante de problemas de saúde como diabetes mellitus, desiquilíbrio hormonal adrenal, infecção de urina, diabetes insipidus, infecção uterina, piometra ou defeitos colaterais relacionados a medicações anteriores.

Inverno

Na época mais fria do ano, os animais ficam mais vulneráveis a doenças respiratórias como a traqueobronquite infecciosa canina, que é conhecida como gripe canina, provoca tosse seca no animal e está associada a infecções bacterianas, e a ingestão de água é um dos principais meios preventivos para esse tipo de doença, que muitas vezes pelo clima ser muito frio, a prática deve ser estimulada pelo dono, que deve estra sempre oferecendo água para o seu cão.

Verão

cães nadando

Nas épocas mais quentes a hidratação do cão deve ser redobrada para evitar possíveis desidratações causadas por insolação ou isolamentos em locais muito quentes, o que pode resultar em problemas sérios. Os passeios na praia, ou em parques devem ser sempre acompanhados por garrafinhas de água para a hidratação continua do seu cão, e se for possível, leve com você um bebedouro em casos de viagens longas, para hotéis, pousadas ou casas de parentes, para se prevenir, por contar que esses locais podem não ter esse tipo de acessório para seu cão.

Publicado por Maria Paula nas categorias: Cães




Envie seu comentário: