Tudo sobre pets

Piodermatite Canina

Conheça tudo sobre a Piodermatite Canina.

Artigo publicado por Maria Paula

A piodermatite, ou piodermite canina, é uma dermatopatia canina, ou seja, uma doença que acomete a pele dos cachorros. Ela é muito comum em pequenos animais, principalmente nos cães de colo. É uma infecção causada por uma bactéria e que resulta em lesões visíveis na pele do cachorro. Essas infecções envolvem, em sua maioria, os folículos pilosos, ou seja, os locais onde nascem os pelos dos animais.

As piodermites costumam causar lesões pequenas e vermelhas nos folículos, com presença de pus. A bactéria principal causadora da doença é o Staphylococcus spp, que é uma bactéria que vive normalmente na pele dos animais saudáveis sem causar nenhum problema. A infecção é causada por algum outro fator que causou a proliferação dessa bactéria, ou seja, o desequilíbrio entre a relação da bactéria com a pele do cachorro.

Lesões da Piodermatite

As lesões podem se manifestar de formas variadas, por isso é importante levar seu cão ao veterinário assim que qualquer tipo de lesão na pele começar a aparecer e crescer no cachorro. A piodermite canina muitas vezes apresentam lesões que são características de outras dermatopatias, por isso é importante insistir em um exame mais profundo, através de exame citológico do material coletado das lesões na pele do animal.
piodermatite

Causas

Identificar o que causou o desequilíbrio da população da bactéria na pele do seu cachorro é a parte mais importante do exame, mais ainda do que a confirmação de que é piodermite canina. Para chegar a uma conclusão acertada, o veterinário precisa investigar o histórico de alergias, sarna negra, pulgas e demais parasitas, desnutrição, micose, desequilíbrio hormonal, seborreia e doenças autoimunes. Dependendo da causa da piodermite, seu cão deve ter um tratamento mais profundo.

Tratamento

O tratamento para a piodermite em si consiste em antibióticos, além de xampus, anti-sépticos, anti-seborréticos e cicatrizantes para tratar as lesões. Identificada a causa da piodermite, deve-se também trata-la. Doenças autoimunes devem ser controladas pelo resto da vida do animal, o desequilíbrio hormonal pede medicamentos com base hormonal, e outras doenças devem também ser tratadas para que a piodermite não retorne.

Na maioria das vezes, a piodermite é causada por outras dermopatias, parasitas e alergias; por isso, se seu cão já apresentou alguns desses problemas recentemente, avise ao veterinário.O antibiótico deve ser ministrado por cerca de dez a quinze dias para os casos mais superficiais, e de quinze a sessenta dias para casos mais profundos. O tratamento das lesões para que elas desapareçam e cicatrizem da forma correta é importante para que seu cão não desenvolva nenhuma infecção secundária.

cão com piodermatite

Em caso de piodermite secundárias, é importante estar sempre atento à saúde do seu cão. Uma vez que ele apresentou a piodermite secundária a outras doenças, ele pode apresenta-la de novo. Muitas das doenças primárias como parasitas e alergias, não possuem sintomas tão claros quanto a piodermite, por isso, esteja sempre atento à saúde do seu animal. Trate suas alergias, mantenha sempre os parasitas longes, dê vermífugo ao seu cão de acordo com a orientação do veterinário e mantenha sua pele e seu pelo sempre limpo e bem tratado.

Publicado por Maria Paula nas categorias: Cães




Envie seu comentário:


Comentários (2)

  1. david mario
    13/08/2016 at 05:20

    quero saber da dosagem da sefalexina enjectavel por kg

  2. JOSE
    15/02/2016 at 23:26

    GOSTEI DO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO FOI NARRADO COM CLAREZA E ACASSIVEL A INICIANTES