Tudo sobre pets

Hipotireoidismo em Cães

Conheça mais sobre a doença Hipotireodismo Em Cães.

Artigo publicado por Maria Paula

O hipotireoidismo não é somente um problema humano, os animais podem sofrer de vários problemas de saúde que nós também sofremos, como doenças no osso, obesidade, doenças cardíacas e problemas hormonais. A tireoide é uma glândula extremamente importante no organismo canino, assim como no nosso. Ela é parte do sistema endócrino que é responsável pelo equilíbrio do organismo, uma disfunção na tireoide do cachorro, pode bagunçar todo o funcionamento de seu organismo.

É muito comum o dono não notar a mudança porque ela ocorre de forma gradual, e ele acredita que é uma mudança natural e da idade. Em filhotes, o hipotireoidismo causa problemas no crescimento, a cabeça fica desproporcional ao corpo, há dificuldade de nascer os dentes e pode desenvolver bócio. A doença em filhotes é chamada de cretinismo e é mais rara.

hipotireoidismo

O que É Hipotireoidismo

A tireoide libera hormônios que são responsáveis pelo metabolismo do organismo, principalmente seu gasto energético e a produção de calor. A disfunção pode ocorrer tanto para o aumento da taca desses hormônios, no caso o hipertireoidismo, como para a diminuição dessa taxa, o hipotireoidismo.

Essa diminuição causa um metabolismo mais lento no cachorro e dificuldade de manter a temperatura do corpo estável. Caso seu cão esteja aumentando o peso sem aumentar o apetite, sonolento e com acessos de tremedeira de frio, é melhor levar ele ao veterinário. Além desses sinais, pode também haver pelos ressecados, queda de pelos, o cachorro fica mais preguiçoso (gostava de brincar e passear, e de repente não quer mais).

População Mais Propensa ao Hipotireoidismo

Uma vez percebidos os sinais, é melhor levar o seu cachorro para o veterinário o mais rápido possível para que se comece o tratamento. Todas as idades e raças podem ter essa disfunção, mas existe um “grupo de risco” que tem mais propensão ao hipotireoidismo: Cachorros adultos, com idade média de cinco anos, das raças beagle, Cocker, Golden-retriever, labrador, sheepdog e doberman.

cão com hipotireoidismo

Prevenção e Tratamento

Infelizmente não há prevenção para o hipotireoidismo, essa disfunção pode ocorrer por propensão genética:  doença autoimune que produz anticorpos contra o tecido da tireoide e não desenvolvimento da tireoide. A disfunção também pode ser causada por intoxicações, tumores na tireoide e exposição à radiação ionizante.

O tratamento é feito com uma substituição hormonal através de um hormônio feito em laboratório chamado levotiroxina. O veterinário deve calcular a quantidade e frequência que essa reposição deve ser feita considerando a massa corporal do cachorro e o nível de hormônio que está sendo produzido naturalmente.

Caso o cão tenha tido outros problemas associados ao hipotireoidismo, é importante trata-los também com antibióticos, vitaminas, colírios, produtos para os pelos ressecados, vermífugos e outros. O hipotireoidismo é muitas vezes confundido com outras coisas como depressão, problemas de pele, idade, e os bichos vão ficando cada vez mais debilitados sem o tratamento. É sempre mais indicado levar seu cão a um veterinário primeiro para que ele descarte o hipotireoidismo antes. A doença é fácil de tratar e quanto mais cedo, mais efetivo o tratamento será.

Publicado por Maria Paula nas categorias: Cães




Envie seu comentário: