Tudo sobre pets

Diabetes em Cães

saiba tudo sobre a diabetes em cachorros

Artigo publicado por Maria Paula

Diabetes é uma das doenças de maior incidência em humanos nos dias atuais, seu desenvolvimento se da pela associação da vida que se leva hoje, com as genéticas intrínsecas de cada um. Porém, o que muita gente não sabe é que essa doença não é exclusiva de humanos, ela pode atingir o seu cãozinho também. Estima-se que de cada 400 cães hoje, 1 possui diabetes mellitus. Mas antes de nos aprofundarmos na nossa conversa, vou explicar brevemente o que é diabetes e como ela pode afetar seu cão.

Funciona basicamente assim: As células do nosso corpo precisam de energia para funcionar, e o combustível dela é a glicose. Agora vamos usar seu cãozinho como exemplo. Quando ele come a ração que você coloca para ele, o carboidrato contido nesse alimento se transforma em glicose em seu organismo. A partir dai, a glicose entra em todas as células do seu corpo e é transformada em energia, que faz ele ser o amigão que é no dia-dia.

diabetes canina

Mas em um cão com diabetes, essa glicose não consegue entrar nas células, porque o que permite essa entrada é o hormônio insulina. Então como já se pode notar, diabetes é uma doença relacionada com a falta de insulina, seja ela total ou parcial. O grande problema nisso é que se a glicose não entra na célula, ela fica acumulada no sangue, e é ai que começam surgir as complicações.

Sintomas

Se o nível de insulina no corpo do cão está baixo, logo a produção de energia pelas células é comprometida, e sendo assim um dos primeiros sintomas que podem ser identificados é o cansaço e desanimo.

Porém, um ponto que pode parecer estranho é que apesar de o animal não ter energia, ele tem muita fome. Sua digestão continua normal enviando glicose para o sangue, enquanto as células acham que não tem glicose. Neste momento, se inicia uma bola de neve e a progressão cada vez mais severa da doença.

A fraqueza tende a se acentuar nas patas traseiras, com o começo de um comprometimento muscular, pois o corpo está degradando músculos na busca de mais glicose.

Na tentativa de diminuir a concentração de glicose no sangue, o corpo tende a eliminar parte dela pela urina. Por isso, se você desconfia que seu cão está com diabetes, é importante observar se seu ele não está urinando além do normal.

Consequências finais são amputações de membros e cegueira, portanto, é importante se identificar a doença em estágios iniciais

Diabete precoce de filhotes

É a ocorrência mais comum de diabetes em cães.

Uma vez que o pâncreas, órgão produtor de insulina, não se desenvolve corretamente no crescimento do animal, os níveis de insulina sanguíneos tendem a ser baixos, gerando o desenvolvimento da doença ainda nenê.

Se seu filhote anda muito cansado e com fraqueza excessiva mesmo com uma boa alimentação, procure fazer exames nele para saber se está tudo correto com seu metabolismo.

insulina em cães

Exames

Os exames tendem a ser iguais aos realizados em humanos. Pode ser feito exames de urina, pois como foi explicado acima, a concentração de glicose aumenta na urina, permitindo a identificação disso em exames laboratoriais. Outro exame é o de sangue, em que a glicose agora é dosada diretamente do sangue, obtendo-se resultados mais precisos e confiáveis.

Tratamento

  • A primeira coisa a se fazer se você der positivo para diabetes no exame de seu cãozinho, é controlar sua alimentação e administra os medicamentos corretamente.
  • Comprimidos orais são prescritos quando ainda há alguma produção de insulina no organismo do animal.
  • Porém quando a produção de insulina é zero, o tratamento prescrito é a injeção subcutânea de insulina comprada na farmácia.
  • A aplicação de insulina tende a ser o tratamento mais prescrito também por conta da facilidade de administração do medicamento, mas é importante lembrar que o medicamento deve ser administrado da forma correta e nos horários corretos para surtir efeito no cão.
  • Fique sossegado, no começo seu cãozinho pode reclamar um pouco das injeções, mas depois ele vai perceber que você está o ajudandoe vai agradecer muito recebendo você com muita alegria sempre que você chegar em casa.

Publicado por Maria Paula nas categorias: Cães




Envie seu comentário:


Comentários (3)

  1. yassachi
    03/02/2014 at 16:50

    Tenho uma cadelinha fox paulistinha,sempre esperta muito saudavel, comilona, porem como apareceram tartaro nos dentes, o vet. fez a limpeza, ficou mto bom, porem depois disso ela recusa comer nao sei mais que fazer,ja dei vitaminas, estimulante de apetite para ver se ela come, mas nada. Que fazer? Aguardo orientaçao.

    • Bruna
      07/02/2014 at 17:08

      o que pode ter acontecido é sua cadelinha ficado com sensibilidade nos dentes. O ideal é dar palitinhos a ela, para evitar as limpezas, que podem ser muito agressivas.

  2. Bruxo Cigano
    08/01/2014 at 12:16

    boa tarde…gostaria de saber porque minha cachorra..lambe a urina dela…é uma vira lata de estimação e dou somente ração..da marca heroi da GUABI. carnes e vegetais e agua filtrada…dou banho todo mes..ela é castrada..e dorme dentro de casa…todas as manhãns ela sai comogi para passear no boulevard…onde fas as necessidades normalmente…mas ja vi ela 2 vezez lambendo a urina no ralinho onde ela fas…e as necessidades dela…agradeço se puderem me ajudar…