Tudo sobre pets

Dermatofitose Em Cães

Saiba tudo sobre Dermatofitose Em Cães.

Artigo publicado por Maria Paula

A dermatofitose é uma doença de pele causada por fungos do tipo ceratinofílico; mais comum em climas quentes e úmidos, a incidência dessa doença na população canina pode variar muito de clima para clima e de estação para estação. A transmissão desses fungos é usualmente por contato direto com o pelo de animais contaminados, muitas vezes de gatos.

dermatofitose em cão

Essa doença não costuma apresentar muito perigo para cães saudáveis porque a própria resposta do organismo costuma combater os fungos. Porém, em cães muito novos, doentes, mais velhos, ou deprimidos por algum motivo – ou seja, vulneráveis a infecções que normalmente são consideradas inofensivas – o fungo pode causar infecções generalizadas ou até mesmo infecções crônicas.

A doença pode ser também perigosa para o homem, pois ele também pode ser infectado pelo fungo quando em contato direto com o animal infectado.

Sintomas

As lesões na pele causada por essa doença são mais frequentes na face e nos membros torácicos, ou seja, nas patas dianteiras. As lesões costumam ter uma forma circular com bordas mais espessas, que formam crostas. Os pelos perto das lesões ficam espessos e quebradiços, fracos e com frequência caem. Cães com infecções mais intensas coçam muito e sentem dor no local.

O fungo pode sobreviver na pele do animal por anos, por isso, caso o organismo não combata a infecção pelo fungo normalmente, a doença pode ser difícil de ser erradicada.

Nos seres humanos, o fungo também causa uma lesão circular, com bordas mais escuras e com crostas. A lesões costuma ser avermelhada, coçar muito e, em infecções mais intensas, doer. As lesões em seres humanos são mais comumente encontradas nos braços.

dermatofitose

Tratamento e Prevenção

A dermatofitose pode ser prevenida por vacina que deixa o organismo do animal mais eficiente no combate à infecção do fungo. Para fazer o tratamento da doença, é muito importante que seja feito um diagnóstico detalhado para isolar a espécie de fungo que infestou o animal. O diagnóstico é feito por cultura do tecido afetado para identificar os fungos além de biópsia e análise do tecido. Também é importante examinar se não há outras infecções envolvidas.

Os fungos que usualmente causam a dermatofitose em cães são o Microsporum canis, o Microsporum gypseum e o Trichophyton mentagrophytes, sendo o primeiro o mais comum dentre os três.

O tratamento da doença dura um média de um a dois meses. O veterinário, depois de feito o diagnóstico, deve receitar fungicidas específicos, na maioria das vezes se usa o cetocanazol, itraconazol e miconazol. Os fungicidas podem ser por via tópica, através de banhos com sais ou oral, sendo que a via oral é para casos mais graves. Também é importante ministrar antibióticos e anti-inflamatórios para combater possíveis infecções secundárias.

Antes e durante o tratamento, tome cuidado ao entrar em contato com o animal doente, pois a doença pode afetar os seres humanos e pode ser difícil erradica-la em pessoas também. Sempre tome cuidado com as zoonoses, doenças de animais que também podem afetar humanos, e siga as orientações do seu veterinário.

Publicado por Maria Paula nas categorias: Cães




Envie seu comentário:


Comentários (5)

  1. taiane
    26/07/2016 at 20:47

    ola, tenho uma cadelinha que apresenta essa doença. Ela é idosa,tem 12 anos.Já fiz tratamento com banho e antibióticos, tem mais de seis meses sempre com os mesmos procedimentos. Só que ao ler e reler sobre o assunto acabo percebendo que pra ela é mais complicado porque tem a idade avançada.Os banhos são de dois em dois dias mas logo no outro dia já fica descamando e não sei mais o que fazer.já a levei ao veterinário e sempre volta a ficar do mesmo jeito. Então por favor se vocês puderem me dizer algo que possa somar a esse tratamento será bem vindo.
    Obrigada

  2. Tania Ribeiro Cardoso
    13/01/2016 at 14:21

    Um dos cães que possua está com essa doença. Meu marido e minhas duas filhas são portadores de quadro de Lupus por isso estou com muito medo. Que devo fazer?

  3. priscila
    16/01/2014 at 12:04

    ola eu tenho uma cachorra daschund e ela deu cria agora depois de 1 mes vem apresentando umas bolhas no queixo,na pele uma perda de pelo mais sao pequenos circulos sem pelos nao sei o que e! ja tentei me informar pela internet mais nao sei o q pode ser isso. alem do mais as unhas dela estao muito grandes nunca cortei acho q as unhas pode ser uma caracterica da raca mais ta muito grande sera q pode ser alguma doeca grave porfavor me de uma orietacao do q pode ser ficarei muito agradecida !!

    • Jacqueline
      23/12/2015 at 18:22

      Não sou veterinária , mas tive daschund muitos anos e descobri que o sabonete de enxofre da Granado e excelente para esse tipo de problema dê banho toda semana com o sabonete e se quiser de uma segunda ensanoada com shampoo cheiroso ou coloque perfume , mas tem que ser com sabonete toda semana não é rapido mas o pelo fica lindo , saudavel e brilhoso para sempre . Boa. Sorte

  4. Anônimo
    30/08/2013 at 10:30

    tratamento em casa nao tenho condicoes de pg veterinario