Tudo sobre pets

Demodicose Canina

Descubra como um ácaro pode prejudicar a saúde de seu cão

Artigo publicado por Maria Paula

Os cães se coçam por muitos motivos, quando estão com pulgas, carrapatos, alergias, e quando estão com a famosa e incômoda sarna. Os proprietários ficam com muito receio quando o seu animalzinho começa a se coçar muito e abrir feridas pelo corpo, principalmente porque acreditam que a sarna pode ser passada para pessoas e para outros cães, isto é uma verdade parcial, pois há tipos de sarna que são zoonoses e outro tipo que não é transmissível nem para outro cão e nem para as pessoas.

A sarna do tipo sarcóptica é uma dermatopatia que é zoonose, ela geralmente causa muita coceira e vários machucados no animal, é causado por um ácaro chamado Sarcoptes Scabiei, que nos humanos causa uma doença chamada escabiose, pode ser transmitida facilmente pelo simples contato pele com pele, e também pode ser passada para outros animais, o tratamento dessa parasitose não é complicado, mas precisa ser diagnosticado pelo médico veterinário, não há prevenção contra esse tipo de ácaro, mas pode ser evitada não permitindo que o animal frequente as ruas sozinho e entrando em contato com animais doentes.

Porém a sarna do tipo demodécica , demodicose ou demodiciose, não causa coceira, porém causa feridas que incomodam muito os cachorros. Essa dermatopatia é muito comum nos atendimentos clínicos de rotina, e é causada por um ácaro chamado Demodex Canis, que é um ácaro que vive nas profundezas da pele do animal, comumente encontrado no folículo piloso, que é onde o pelo nasce, e se alimenta dos nutrientes que ficam na base do pelo, é por isso que uma animal acometido por essa dermatopatia fica com o pelo ralo e opaco.
demodicose em cão

Causas

Se esta doença não é uma zoonose como é que os animais a desenvolvem? Eles a desenvolvem devido a alguns fatores: quando há uma queda imunológica, há proliferação do ácaro a pele, pois o demodex canis vive normalmente na pele de todos os cães, mas quando ocorre esta situação esse parasita se multiplica; também há uma predisposição genética à demodicose, onde esses animais predispostos não produzem anticorpos no linfócito t contra o ácaro; desnutrição, parasitas internos, e raças predispostas também são afetados pelo ácaro.

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico é feito através de exames que são realizados pelo médico veterinário, esse exames são: Biópsia, que é o exame mais caro e mais trabalhoso de todos, pois necessita de anestesia local para ser feito; Raspado cutâneo, que é o exame mais barato e com diagnóstico imediato, consiste em raspar a pele do animal com uma lâmina de bisturi até sangrar, pois o ácaro se instala profundamente na pele do cachorro, após feito o raspado o material coletado é posto em uma lâmina para observação em microscópio;

cão com demodicose

Tricograma, que consiste da retirada de pelo da raiz para observação em microscópio, porém é uma técnica mais difícil de observação em microscópio, exige muito treinamento. O tratamento é realizado com dois tipos de medicamentos, um para passar na pele externamente durante o banho no animal que tem como base o Amitraz, e um medicamento de uso oral chamado ivermectina.

Publicado por Maria Paula nas categorias: Cães




Envie seu comentário: